O Patrimônio Territorial Como Referência no Processo de Desenvolvimento de Territórios Ou Regiões: Um Estudo em Três Regiões do Rio Grande do Sul

Grupos/Linhas de pesquisa:
Grupo Interdisciplinar de Estudos em Gestão e Políticas Públicas, Desenvolvimento, Comunicação e Cidadania - GPDeC/ Gestão territorial e desenvolvimento regional

Programas/Linhas de Pesquisa (Mestrados/Doutorados):
Planejamento e Gestão/ Políticas Públicas, Planejamento Urbano e Gestão do Território

Duração: 01/01/2022 até 31/12/2023

Participantes:

Resumo:

Impulsionar o desenvolvimento de territórios, tendo como referência seu patrimônio territorial, implica em reconhecê-los como recortes espaciais singulares únicos, a partir de suas especificidades e com base em seu patrimônio territorial. Entende-se o patrimônio territorial como o conjunto de ativos e recursos, materiais e imateriais, genéricos e específicos, públicos e privados, de um determinado território, considerando seis dimensões: (i) produtiva; (ii) natural; (iii) humano e intelectual; (iv) cultural; (v) social e (vi) institucional. O planejamento territorial carece de metodologias que inovem, superando estudos setoriais e disciplinares, para metodologias de diagnóstico e prospecção permitindo análises integradas e multidisciplinares, sustentadas em novos pressupostos epistêmico-teórico-metodológicos. Quais as possibilidades à qualificação de processos localizados de desenvolvimento, com valorização das potencialidades socioeconômicas, culturais e ambientais dos territórios, assumindo como referência o seu patrimônio territorial? Metodologicamente, opera-se com base em pressupostos epistêmico-teórico que fundamentem a proposição de um novo instrumental metodológico sustentado no patrimônio territorial como referência na produção de um diagnóstico e prospecção de cenários futuros sustentáveis. Este instrumental passará pelo processo de validação, mediante a aplicação em três regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento do RS, Fronteira Noroeste, Fronteira Oeste e Litoral Norte, propostos para a realização da pesquisa, sua validação e posterior socialização, e prospecção de estratégias de superação de seus principais desafios socioeconômicos, culturais e ambientais.

Obs: Essas informações são de responsabilidade do coordenador do projeto.