Ventilação Não Invasiva Associada ao Treinamento Aeróbico em Pacientes Com Insuficiência Cardíaca em Fase Ambulatorial da Reabilitação Cardíaca: Um Estudo Clínico Randomizado

Grupos/Linhas de pesquisa:
Atenção à Saúde/ Promoção, prevenção e intervenção em saúde

Programas/Linhas de Pesquisa (Mestrados/Doutorados):
Atenção Integral à Saúde/ Processos saúde-doença-cuidado

Duração: 01/08/2020 até 29/07/2022

Participantes:

Resumo:

Tendo em vista o quadro de dispneia e fadiga muscular nos pacientes com insuficiência cardíaca, a redução destes sintomas resultantes pelo treinamento aeróbio isolado (OLIVEIRA, 2013), assim como a melhora destes sintomas com a aplicação isolada da ventilação mecânica não invasiva (BITTENCOURT, 2017), torna-se fundamental o estudo da terapêutica combinada do treinamento aeróbio e ventilação mecânica não invasiva como outra forma potencializadora para amenizar o quadro sintomático destes pacientes e proporcionar a melhora na qualidade de vida. Desta forma, este estudo objetiva analisar os efeitos entre o treinamento aeróbio associado à ventilação mecânica não-invasiva e o treinamento aeróbico isolado em pacientes com insuficiência cardíaca. Os objetivos específicos são: 1) Analisar o perfil da amostra quanto ao tempo de doença, medicamentos utilizados, fração de ejeção, origem da doença, fatores de risco para doenças cardiovasculares e história da doença.2) Comparar os efeitos de ambos as terapias quanto a capacidade funcional máxima e submáxima, resistência localizada de membros inferiores, bem como sobre à força da musculatura inspiratória e expiratória, expansibilidade torácica; 3) Comparar os efeitos de ambos as terapias sobre o estresse oxidativo e parâmetros laboratoriais; 4) Comparar os efeitos de ambos as terapias sobre o controle autonômico cardiovascular pela variabilidade da frequência cardíaca; 5) Comparar os efeitos de ambos as terapias sobre as dimensões físicas e emocionais do escore qualidade de vida; 6) Realizar um estudo sobre as associações entre as variáveis analisadas do estudo. Estudo randomizado no qual um grupo (TA) será submetido ao treinamento aeróbico e o grupo (TA+VNI) realizará treinamento aeróbio associado à ventilação mecânica não-invasiva. O desfecho primário do estudo será distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos. Os desfechos secundários serão analisados através da resistência localizada de membros inferiores, força da musculatura inspiratória e expiratória, expansibilidade torácica, consumo de oxigênio máximo, estresse oxidativo, parâmetros bioquímicos, variabilidade da frequência cardíaca e qualidade de vida. A população do estudo são indivíduos com patologia cardíaca denominada Insuficiência Cardíaca Congestiva. A amostra obtida através de cálculo amostral será constituída de 30 indivíduos de ambos os sexos com insuficiência cardíaca. Serão randomizados aleatoriamente e alocados em dois grupos TA ou TA+VNI. Os pacientes serão selecionados a partir do ambulatório dos médicos cardiologistas e encaminhados para a UNIJUI Saúde da UNIJUÍ. Os critérios de inclusão no estudo serão os pacientes com insuficiência cardíaca de origem isquêmica e não-isquêmica com disfunção sistólica com fração de ejeção (FE) ? 50%, classe funcional entre I a III. Será utilizado o último exame de ecocardiografia que foi realizado pelo paciente nos últimos 3 meses. Os critérios de exclusão da amostra serão os pacientes que apresentarem:1)Insuficiência cardíaca descompensada; 2. História de infecção recente (nos últimos 3 meses); 3.Utilização de corticóides sistêmicos (nos últimos 3 meses); 4.Infarto do miocárdio recente (nos últimos 3 meses); 5.Doença neuromuscular recente (nos últimos 3 meses);6. Incapazes de entender e seguir os procedimentos da pesquisa (seguir o protocolo de avaliação pré e pós e da intervenção da pesquisa) 7. Não aceitarem participar do estudo. O estudo será realizado na UNIJUI Saúde, especificamente no laboratório de Fisiopatologia do Exercício e na sala de Reabilitação Cardiorrespiratória.

Obs: Essas informações são de responsabilidade do coordenador do projeto.