Efeitos de Herbicida à Base de Glifosato: Um Estudo Translacional

Grupos/Linhas de pesquisa:
Grupo de Pesquisa em Fisiologia - GPeF/ Estudo de Biomarcadores em Condições de Saúde e Doença

Programas/Linhas de Pesquisa (Mestrados/Doutorados):
Atenção Integral à Saúde/ Processos químicos e biológicos em saúde

Duração: 06/01/2020 até 31/12/2023

Acesse o Site do Projeto

Participantes:

Resumo:

Dentre os agrotóxicos, os herbicidas à base de glifosato (GLY) são atualmente os mais utilizados, tanto em nível nacional, quanto mundial. No entanto, a exposição ao GLY leva a alterações em praticamente todos os níveis de organização biológica. A partir de danos moleculares, como a oxidação de biomoléculas, o herbicida leva a prejuízos na viabilidade celular, na funcionalidade tecidual, no comportamento, na reprodução e, consequentemente, na manutenção populacional em diferentes espécies. Portanto, a exposição ao GLY representa um desafio a diferentes organismos, capaz de comprometer a capacidade de manutenção da homeostase corporal destes, o que pode significar risco ecológico e de saúde pública. Investiga-se atualmente o potencial risco da exposição ao GLY quanto ao desenvolvimento de distúrbios metabólicos e neurocomportamentais, mas não se conhece seus efeitos em indivíduos obesos e diabéticos. Considerando este contexto, a presença de herbicidas à base de GLY no ambiente edáfico requer uma avaliação de seu potencial risco às minhocas, como bioindicadores de contaminação ambiental e de efeitos biológicos nocivos. Além disso, o potencial risco da presença do herbicida e seus metabólitos na ingestão diária humana não deve ser ignorado, justificando os estudos pré-clínicos com roedores. De modo conjunto, a avaliação dos efeitos do GLY em modelos experimentais translacionais, complementares aos estudos em humanos, podem fornecer novas informações sobre o risco à saúde humana. Portanto, o objetivo deste projeto é verificar se o herbicida à base de GLY altera a resposta celular ao estresse, sistema imune, metabolismo energético e parâmetros hematológicos, morfológicos e comportamentais em organismos de diferentes níveis filogenéticos. Para tanto, este projeto é subdividido em três subprojetos com seus respectivos objetivos, ou seja, verificar os efeitos da exposição ao GLY em: 1) modelo de bioindicador de exposição ambiental - oligoquetas (minhocas); 2) modelo pré-clínico - Ratos Wistar e; 3) Em leucócitos humanos in vitro. Em todos esses subprojetos serão avaliados (adequados a cada espécie): a) A resposta celular ao estresse; b) Marcadores inflamatórios e oxidativos; c) Perfil imunológico; d) perfil metabólico; e) Perfil toxicológico. No subprojeto 1 serão utilizadas 45 oligoquetas (minhocas) divididas em 5 grupos (n = 9 cada): CONTROLE (CTRL, Solo sem glifosato) e 4 grupos divididos de acordo com concentrações diferentes de GLY sendo GLY1.5, GLY3.0, GLY6.0 e GLY9.0 (correspondente a aplicação de 1,5 até 9,0 L/ha de terra) representando concentrações que vão desde a metade da dose recomendada pelo fabricante até as aplicações antes do plantio, após a emergência da cultivar, e ao final do cultivo. No subprojeto 2 serão utilizados 56 ratos Wistar divididos em 8 grupos ( n = 7 por grupo): Controle (sem exposição e dieta normal); GLIFOSATO (GLY) ? (exposição ao glifosato na água na dose de Ingestão Diária Aceitável, IDA ? ANVISA, 2018); AMPA (AMP, exposição ao ácido aminometilfosfônico na água na dose de Ingestão Diária Aceitável, IDA ? ANVISA, 2018); GLIFOSATO + AMPA (GLY+AMP); DIETA HIPERLIPÍCA (DHL, ingestão de ração hiperlipídica e de água, ad libitum); GLIFOSATO + DIETA HIPERLIPÍDICA (GLY+DHL); AMPA + DIETA HIPERLIPÍDICA (AMP+DHL) e GLIFOSATO + AMPA + DIETA HIPERLIPÍDICA (GLY+AMP+DHL). No subprojeto 3, amostras de sangue de sujeitos saudáveis (n = 20) e obesos com DM2 (n = 20) serão expostas a herbicida à base de glifosato +/ou AMPA, in vitro, durante 8 horas, constituindo os seguintes grupos (n = 5 por grupo): Controle (CTRL); Glifosato (GLY); AMPA (AMP); Glifosato + AMPA (GLY+AMP); Obeso DM2 (OBDM); Obeso DM2 + Glifosato (OBDM+GLY); Obeso DM2 + AMPA (OBDM+AMP) e Obeso DM2 + Glifosato + AMPA (OBDM+GLY+AMP).

Obs: Essas informações são de responsabilidade do coordenador do projeto.